Gabriela Biló / Estadão
Gabriela Biló / Estadão

Dificuldades na PGR fazem parte do amadurecimento da democracia, diz Onyx

Ministro comparou a situação do órgão, que deve ter o futuro titular nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro nos próximos dias, ao próprio governo

Daniel Weterman e Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2019 | 12h03

BRASÍLIA — O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou neste sábado, 10, que dificuldades na Procuradoria-Geral da República (PGR) fazem parte do amadurecimento da instituição. Ele comparou a situação do órgão - que deve ter o futuro titular nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro nos próximos dias - ao próprio governo, que, de acordo com Onyx, tem outra posição em relação a janeiro. Na sexta, 9, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, disse ao Broadcast que a PGR "se apequenou".

"O ministro Jorge se refere a momentos de dificuldade que foram vividos, inclusive, pelo Ministério Público (e) fazem parte desse amadurecimento que a democracia brasileira vem vivendo. Nós mesmos éramos um governo com uma leitura em janeiro e é um governo com outra posição e outra leitura agora", disse o ministro.

Ele acrescentou que o governo avançou na relação com o Congresso, Judiciário e Ministério Público e que todos amadureceram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.