Dias pede a Sarney explicação 'enérgica e veemente'

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) solicitou hoje, durante discurso no plenário do Senado, que o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), dê explicações convincentes a respeito das acusações que vem sofrendo da imprensa, mas não vê motivo para pedir seu afastamento. Hoje, o jornal O Estado de S. Paulo denunciou que o neto do presidente da Casa, José Adriano Cordeiro Sarney, é um dos operadores do esquema de concessão de empréstimos consignados a servidores do Senado."Não devo pedir que Sarney se afaste ou renuncie, pois foi eleito. Mas acho que tenho o direito de pedir que seja enérgico, veemente, que responda às indagações", afirmou.

CÉLIA FROUFE E DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

25 de junho de 2009 | 15h46

O senador tucano argumentou que diariamente são publicadas pelos jornais denúncias envolvendo o presidente da casa. "A cada dia, aparecem novos fatos de uma mesma matriz da crise." Para Dias, as denúncias da imprensa não podem ficar sem resposta. Precisam ter, segundo ele, a contundência compatível com a denúncia. "Devem ser céleres e, sobretudo, convincentes", argumentou. Dias disse ainda que é "muito triste" ter de fazer esse tipo de abordagem no plenário. "Tenho respeito por Sarney e espero que saia vitorioso desse episódio, mas preciso cobrar dele, em nome dos que me elegeram, uma resposta às denúncias que são repetidas todos os dias", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoSarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.