Dias evita falar do Mais Médicos em audiência

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, evitou responder a perguntas da oposição sobre o Programa Mais Médicos. Em audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, Dias foi perguntado sobre os salários dos médicos cubanos, que não ganham os mesmos valores dos demais profissionais. "Eu vou me ater às questões que dizem respeito à convocação", respondeu.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

26 de março de 2014 | 18h33

A oposição usou a estratégia de fazer questionamentos diferentes do tema da convocação de Dias, Jorge Hage, da Controladoria Geral da União, e Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência. Os ministros foram chamados para dar explicações sobre irregularidades em repasses à organizações não-governamentais (ONGs). Ao falar das denúncias envolvendo as ONGs que recebiam recursos do Ministério do Trabalho, Dias negou envolvimento e chegou a se emocionar.

Hage também foi questionado sobre os negócios da Petrobras e usou o regimento interno da Câmara para não responder.

Tudo o que sabemos sobre:
DIlmaPMDBconvocaçõesManoel Dias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.