Dias defende 'carta branca' para Serra definir vice

O senador Álvaro Dias (PR) disse hoje que o candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, tem que ter "carta branca" para definir a escolha de seu vice. Segundo ele, o atraso na escolha dos tucanos, enquanto o PT e o PV já definiram os nomes, não é prejudicial. "Havendo compreensão dos partidos aliados, não haverá pressão. A unidade do partido é que dará tranquilidade para Serra conduzir a campanha", afirmou Dias, ao chegar à convenção do PSDB, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, para oficializar a candidatura de Geraldo Alckmin ao Palácio dos Bandeirantes.

RODRIGO PETRY, Agência Estado

13 de junho de 2010 | 12h56

Dias evitou comentar sobre sua possível indicação à chapa de Serra à presidência. "Eu tenho ouvido falar, mas não cabe a mim opinar em causa própria", afirmou. "O que importa é termos um projeto nacional, para oferecermos uma alternativa de poder ao País", completou o senador. Além dele, são citados como possíveis candidatos à vice na chapa de Serra o atual presidente do partido, o senador Sérgio Guerra (PE), e o mineiro Pimenta da Veiga. Há pouco, Alckmin e Serra chegaram à convenção do partido. Espera-se o pronunciamento dos dois para daqui a pouco.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoPSDBconvençãoAlckminSerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.