Dias celebra decisão que reduz a pena de mensaleiros

O senador petista Wellington Dias (PI) comemorou no início da tarde desta quinta-feira, 27, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de absolver os réus do mensalão do crime de formação de quadrilha. Para ele, a reavaliação "mostra o perigo que é o caminho de primeiro condenar para depois julgar".

DÉBORA ÁLVARES, Agência Estado

27 de fevereiro de 2014 | 12h50

"Neste processo, segunda uma visão minha e do PT, tivemos a presença confessada, inclusive pelos réus, de crime eleitoral, de haver despesas de campanha custeadas com arrecadações feitas após o período eleitoral", destacou.

Para o líder do bloco de apoio ao governo no Senado, os presos pelo processo do mensalão foram taxados de "quadrilheiros" de forma precipitada. "Isso fica de reflexão não só para eles, políticos e empresários, mas para todo cidadão, que tem direito de ter uma condenação apenas após o trânsito em julgado de um processo", completou.

Dias disse ter visitado José Dirceu, Delúbio Soares e José Genoino em janeiro, quando ainda havia expectativa do término do julgamento dos recursos. Segundo o senador, o resultado da sessão de hoje do STF, está "dentro do esperado" pelos presos do mensalão.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoembargosDias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.