Diário Oficial publica reajuste de 10% no Bolsa-Família

De acordo com o novo texto, o programa atenderá às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza

ROSANA DE CASSIA, Agencia Estado

31 de julho de 2009 | 10h37

O governo reajustou os benefícios do programa Bolsa-Família. De acordo com decreto publicado nesta sexta-feira no Diário Oficial da União, o benefício básico foi corrigido em 9,68%, passando de R$ 62 para R$ 68. Os demais benefícios foram reajustados em 10%. O variável passou de R$ 20 para R$ 22 e o benefício por adolescente, de R$ 30 para R$ 33.

De acordo com o novo texto, o programa Bolsa-Família atenderá às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, caracterizadas pela renda familiar mensal per capita de até R$ 140 e R$ 70, respectivamente. Os valores anteriores variavam entre R$ 120 para situação de pobreza e R$ 60 para extrema pobreza. Na terça-feira, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, deixou escapar que o reajuste do Bolsa-Família seria de 10%.

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, informou ontem que o governo terá de encaminhar ao Congresso Nacional um projeto de lei solicitando uma suplementação orçamentária para pagar o Bolsa-Família este ano. Segundo ele, no início de 2009 houve uma autorização para que se aumentasse o valor máximo de renda da família com direito ao benefício, o que elevou o número de beneficiários.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsa-FamíliareajusteDiário Oficial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.