Diária de funcionários dobra na Copa das Confederações

Em meio a uma série de denúncias sobre abusos de preços praticados pelo setor turístico, principalmente de hotéis, a presidente Dilma Rousseff decidiu dobrar o valor das diárias concedido a servidores civis e militares que se deslocarem para as cidades onde houver jogos da Copa das Confederações. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de sexta-feira, 14, que circula neste sábado, 15.

CÉLIA FROUFE, Agência Estado

15 Junho 2013 | 11h16

O decreto destaca, porém, que a medida não vale para os deslocamentos em que a administração pública oferece hospedagem. Da mesma forma, não pode ser usada para quem não tiver de pernoitar numa das cidades. O aumento de 100% dos valores das diárias valerá para o período de 14 a 17 de junho no Distrito Federal; 15 a 28 de junho em Belo Horizonte (Minas Gerais); 17 a 29 de junho em Fortaleza (Ceará) e 14 a 25 de junho no Recife (Pernambuco). No caso do Rio de Janeiro, há duas datas: de 14 a 22 de junho e de 28 de junho a 2 de julho. Também no caso de Salvador: 18 a 24 de junho e de 28 de junho a 2 de julho.

Com essa decisão, o governo se rende ao aumento dos preços do setor hoteleiro, que, segundo especialistas, se deve ao crescimento da demanda sem o acompanhamento da oferta de quartos nas principais cidades do País. O governo também acaba, com esta medida, dando fôlego a um dos seus principais problemas atuais, a alta da inflação, que já custou caro em termos de popularidade para a presidente Dilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.