Dia dos Namorados é lembrado por Lula e Déda

A comemoração do Dia dos Namorados, hoje, não escapou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no discurso de improviso que fez na inauguração de obras no interior de Sergipe. Lula contou que sua esposa, Marisa Letícia, que não estava no evento, tinha ficado nervosa com o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), por ter marcado a cerimônia para o Dia dos Namorados. Segundo relato de Lula, Marisa "fez a cara que toda mulher faz" quando disse que iria viajar. Ele justificou dizendo que as viagens eram marcadas com antecedência e que não lembrou que hoje era o Dia dos Namorados.

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

12 de junho de 2009 | 14h31

Pouco antes, o governador Marcelo Déda, em seu discurso, tinha feito uma homenagem à sua mulher, Eliane Aquino, mandando um beijo pelo Dia dos Namorados. "Na política o senhor é o número um, mas, no amor, ela é a primeira", disse Déda a Lula, ao justificar a razão de, em seu discurso, ter colocado o nome do presidente em primeiro lugar e o de sua mulher em segundo. O governador pediu ainda desculpas a Marisa Letícia, prometeu mandar um buquê de rosas e recomendou a Lula que explicasse que a ela que o povo de Sergipe é também o seu amor.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaobrasSergipe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.