DF obtém os melhores resultados no Provão

O Distrito Federal foi o campeão do Provão deste ano. Dos cursos superiores públicos e privados avaliados pelo Ministério da Educação (MEC) na capital federal, 30% tiraram nota máxima. A vice-liderança ficou para o Rio de Janeiro, com 22,8%. São Paulo aparece na 16ª posição, atrás de Estados nordestinos como Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas. Apenas 10,7% dos cursos oferecidos pelas instituições paulistas receberam nota A. Dos cursos particulares de São Paulo, 39,5% tiraram as piores notas (D ou E); só 12,9% das privadas do Estado conseguiram A ou B. O ensino das instituições públicas paulistas foi melhor. No ranking dos cursos gratuitos por unidade da federação, São Paulo obteve a 6ª colocação. 54,8% dos cursos tiraram notas A e B. O Rio Grande do Sul aparece no terceiro lugar da lista de notas A e B (21,7%), seguido do Amapá (20%), do Ceará (19%), da Bahia (18,5%), do Espírito Santo (18,3%) e de Minas Gerais (18%). O Nordeste teve três Estados entre os dez melhores colocados (CE, BA e RN). A região empatou com o Sudeste, que só não incluiu São Paulo na lista. O Sul aparece na relação com dois Estados (RS e PR). Entre as unidades com mais notas D ou E estão Alagoas (48,8%), Piauí (26%) e Amazonas (25%). São Paulo teve 13,7% dos cursos com nessa situação, entre públicos e privados. As melhores escolas particulares estão no Ceará. 50% dos cursos cearenses receberam conceitos A ou B. Em seguida aparecem Bahia (34,8%) e Distrito Federal (31,3%). A capital federal também lidera a lista do melhor ensino público superior (84,2%), à frente do Rio de Janeiro (74,1%), Rio Grande do Sul (73,1%) e Espírito Santo (63%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.