DF: ex-deputado distrital terá de devolver R$ 3 milhões

Júnior Brunelli (DEM) é acusado de participar do esquema de distribuição de propina pelo governo do Distrito Federal, durante a gestão de José Roberto Arruda

Agência Estado

16 de junho de 2012 | 08h24

O ex-deputado distrital Júnior Brunelli (DEM) foi condenado pela Justiça do Distrito Federal a devolver aos cofres públicos R$ 3 milhões - R$ 400 mil de multas, R$ 1,2 milhão por danos causados ao Erário e R$ 1,4 milhão por danos morais. Ele perdeu os direitos políticos por dez anos, prazo em que também está proibido de firmar qualquer contrato com o poder público. A decisão foi tomada pelo juiz Álvaro Ciarlini, da 2ª Vara da Fazenda Pública, na quinta-feira.

Brunelli é acusado de participar do esquema de distribuição de propina pelo governo do Distrito Federal, durante a gestão de José Roberto Arruda, escândalo que ficou conhecido por "mensalão do DEM", e que foi denunciado pelo delator do esquema, Durval Barbosa - que se filmou entregando dinheiro para o próprio Arruda e para uma série de parlamentares de Brasília. Nas filmagens de Durval, Brunelli reza depois de receber uma bolada de dinheiro - episódio que logo ganhou o nome de "oração da propina".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.