Dezessete capitais elegeram seus prefeitos neste domingo

No Sudeste, Haddad vence na capital paulista e Luciano Rezende derrotou candidato do PSDB em Vitória

Juliane Freitas, de O Estado de S. Paulo,

28 de outubro de 2012 | 23h05

Confira o resultado das 17 capitais que disputaram o segundo turno das eleições municipais neste domingo.

Sudeste. Fernando Haddad (PT) foi escolhido em São Paulo por 55% dos eleitores, cerca de 3,3 milhões de paulistanos. José Serra (PSDB) recebeu 44% dos votos. A capital da maior cidade do Brasil registrou seu recorde de abstenções, 20%. As urnas registraram ainda 7% de nulos e 4% de brancos. Vitória, no Espírito Santo, foi a primeira capital brasileira a definir seu prefeito no segundo turno das eleições 2012. Por volta das 17h45, Luciano Rezende, do PPS, foi definido o vencedor com 52,73% dos votos. O pleito na cidade teve 187 mil votos válidos (93,4%), 4% dos eleitores votaram nulo e 2% votaram em branco. Luiz Paulo, do PSDB, teve 47,7% dos votos.

Sul. Em Curitiba, no Paraná, Gustavo Fruet (PDT) foi eleito com 597.200 votos (60,65%), contra 387.483 votos (39,35%) de Ratinho Junior (PSC). Mais de 1 milhão de pessoas compareceram às urnas na cidade, que teve abstenção de 10%, 2,4% de votos brancos e 4,2% de nulos. Na capital catarinense, Florianópolis, César Souza Júnior (PSD) foi eleito com 52,64% dos votos. Seu adversário, Gean Loureiro (PMDB) recebeu 47,36%. A cidade registrou 257.279 votos e um índice alto de abstenção, brancos e nulos: 20% dos eleitores não apareceram para votar, enquanto quase 10% anularam e outros 3% votaram em branco.

Centro-oeste. Em Cuiabá, no Mato Grosso, Mauro Mendes (PSB) venceu Lúdio (PT) com 54,65% contra 45,35% dos votos. A capital registrou 18% de abstenções, 2,63% de votos nulos e 1,22% de brancos. Campo Grande elegeu Alcides Bernau (PP) com 62,5% dos votos. Giroto (PMDB) computou 37,45% dos votos válidos. A capital do Mato Grosso do Sul teve 18,53% de abstenções, 3,2% de nulos e 2% de brancos.

Norte. Última capital a eleger prefeito, Rio Branco, no Acre, escolheu Marcus Alexandre (PT) com 50,77% dos votos, pouco mais de 1% apenas à frente do candidato rival, Tião Bocalom (PSDB), que recebeu 49,23% dos votos. Abstiveram-se de votar 19,16% dos eleitores. Brancos não chegaram a somar 1% e nulos computaram 1,72% dos votos.

A capital do Amapá, Macapá, elegeu Clécio, do PSOL, com 101.261 votos, 50,59% do total. Roberto (PDT), ficou com 49,41% dos votos. A cidade teve 1% de brancos, 2,3% de nulos e 18% de abstenções. Artur Neto (PSDB) recebeu 66% dos votos em Manaus, no Amazonas, e é o prefeito da capital. Vanessa Grazziotin (PC do B) recebeu 34% dos votos. Dos 965 mil votos totalizados, 2,8% foram brancos e 2,3% nulos. Pouco mais de 18% dos eleitores abstiveram-se de votar. Porto Velho, em Rondônia, elegeu o Dr. Mauro Nazif (PSB) com 63% dos votos. Lindomar Garçon (PV) somou 37% dos votos. A cidade registrou 13,87% de abstenções, 3,4% de nulos e 2% de brancos.

Em Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB) foi eleito com 56,6% dos votos, entre os 807 mil apurados. Edmilson Rodrigues (PSOL) recebeu 43,4% dos votos válidos. A capital paraense registrou 20% de abstenção, 1,6% de brancos e 2,5% de nulos.

Nordeste. ACM Neto (DEM) foi eleito em Salvador com 53% dos votos. Seu adversário, Pelegrino (PT) recebeu 46% dos votos. O índice de abstenções foi de 21,5%. Brancos somam 2,48% e nulos 6,6%. Fortaleza, no Ceará, escolheu como prefeito Roberto Cláudio (PSB), que obteve 53% dos votos. Elmano (PT), recebeu 47% dos votos. 16,63 abstiveram-se, 2,5% votaram em branco e 6,1% anularam o voto. Em São Luís, do Maranhão, Edivaldo Holanda Júnior (PTC) foi escolhido por 56% dos eleitores. Castelo (PSDB), recebeu 44% dos votos. A cidade teve 22% de abstenções, 2,2% de brancos e 3% de nulos.

João Pessoa, na Paraíba, elegeu Luciano Cartaxo (PT), com 68,13% dos votos. Cicero Lucena (PSDB) recebeu 31,87%. Brancos somaram 2,9%, nulos 5,9%. Mais de 17% dos eleitores não foram às urnas. No Piauí, Firmino Filho (PSDB) foi a escolha de pouco mais de 51% dos eleitores da capital Teresina. Elmano Férrer (PTB) teve 48% dos votos. Dos 433 mil votos computados, 1,4 foram em branco e 3,19 foram anulados. A cidade teve índice de abstenção de 18,47%. Carlos Eduardo (PDT) foi eleito em Natal, no Rio Grande do Norte, com 58,31% dos votos válidos. Ele disputou a prefeitura com Hermano Moraes (PMDB) recebeu 41,69%. A cidade registrou 19,4% de abstenções, 9,4% de nulos e 3,71% de votos em branco.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012capitaisprefeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.