Destituição de Jarbas e Simon é inadmissível, diz Temer

O presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), condenou a atitude do líder do partido no Senado, senador Valdir Raupp (RO), que afastou da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) os senadores peemedebistas Pedro Simon (RS) e Jarbas Vascoancellos (PE). "Acho que esse desalojamento não é adequado, é inadmissível", afirmou Temer, em declaração divulgada pelo programa "Bom dia, Brasil", da TV Globo. Já Raupp disse que afastou os dois senadores da CCJ porque eles não acompanham a orientação do partido. "Tenho humildade suficiente para voltar atrás em uma decisão. Desde que os senadores afastados da CCJ se alinhem com a bancada (do PMDB)", afirmou Raupp. A ordem de afastamento está sendo atribuída ao presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), por serem os dois senadores favoráveis à cassação dele, acusado de quebra do decoro parlamentar em processos que tramitam no Conselho de Ética da Casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.