Desgaste pode ser irreversível

Interlocutores diretos da presidente Dilma Rousseff avaliam que as denúncias contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva podem provocar um desgaste irreversível na imagem do líder petista. Na avaliação desses auxiliares de Dilma, o caso mais complicado é sobre o sítio de Atibaia, pertencente a amigos de Lula, mas sob a suspeita de que seu real proprietário seja o próprio petista. As constantes idas de Lula ao sítio, e a aquisição de materiais de cozinha para o local, levantam a suspeita que o ex-presidente seria o dono real da propriedade, o que é negado pela assessoria do Instituto Lula.

Marcelo de Moraes, O Estado de S.Paulo

03 de fevereiro de 2016 | 02h03

O problema é que, para os aliados da presidente Dilma, o estrago político na imagem de Lula já está feito porque as denúncias estariam passando a impressão de que ele teria se envolvido em algum ato irregular. Segundo um desses interlocutores de Dilma, a população identifica os objetos de investigação como sendo bens de pessoas com posses, de classes mais altas (tríplex, sítio, cozinha aparelhada e barco).

Além disso, também é feita a avaliação de que qualquer denúncia contra Lula contamina também a presidente e seu governo. Existe a leitura que isso somente não acontecerá ou ocorrerá de forma branda, se a economia e o ambiente político melhorarem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.