Desempregados procuram vagas em bingos de Porto Alegre

Além de clientes e funcionários felizes retomando as atividades, os bingos de Porto Alegre também receberam diversos desempregados à procura de vagas, nesta quinta-feira, quando voltaram a funcionar. Somente a uma das mais movimentadas casas do centro da cidade, o Bingo Alfândega, foram entregues cerca de 20 currículos. ?Muitas pessoas criaram a expectativa de encontrar trabalho com a reabertura dos bingos?, constata a gerente Lucinéia Silva dos Reis. Entre os desempregados que circularam pelos cinco bingos do centro distribuindo currículos estava Márcia Teixeira, de 20 anos. Ela disse que ao saber da reabertura imaginou que podia estar diante de uma oportunidade de trabalho. Assim como Lucinéia, os gerentes de outros bingos também passaram a tarde informando aos candidatos que a prioridade será dada ao quadro de funcionários. A opção de chamar quem já trabalhava antes do fechamento foi comum a todos os bingos de Porto Alegre. O segurança Luis Cláudio Dias, encarregado de vigiar a entrada do Alfândega Bingo, é um dos funcionários ligados aos prestadores de serviços para as casas de jogos que recuperou o trabalho. ?Eu estava no sufoco?, revela, feliz por ter sido chamado de volta pela Olibras Serviços de Segurança, empresa especializada em cuidar de bingos, com 11 clientes na capital e na região metropolitana. ?Já convocamos todo o nosso pessoal?, informa o diretor da Olibras, Antônio Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.