Desembargadora é acusada de assédio

Funcionários do Tribunal Regional Federal (TRF) acusam a desembargadora Marisa Santos de assédio moral. Segundo o sindicato da categoria, ela humilhou e ofendeu servidores do TRF durante reunião para cobrar resultados. Ela usou termos como "cretino", "imbecil" e "péssimos" para se referir aos funcionários. O encontro foi gravado. A presidente do TRF, Marli Ferreira, negou a acusação de assédio moral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.