Desembargador promove ‘singela consulta’ à toga

E-mail informa sobre pesquisa a respeito de reeleição e possibilidade de elegibilidade de todos os desembargadores para cargos de direção

Fausto Macedo, O Estado de S. Paulo

01 Junho 2013 | 17h21

SÃO PAULO - O desembargador Luís Antonio Ganzerla, aliado de Ivan Sartori, mandou em abril e-mail aos colegas, informando-os sobre consulta com abordagem sobre dois temas: reeleição e possibilidade de elegibilidade de todos os desembargadores para os cargos de direção. “Como se comentava muito, também, sobre eventual possibilidade para reeleição dos cargos diretivos, provavelmente, há de se reconhecer, pela boa gestão do presidente atual, resolvi aproveitar o momento e inserir na consulta esse tema”, disse Ganzerla, ex-presidente da Seção de Direito Público do TJ.

A pesquisa, ainda não encerrada, corre os redutos da toga, nas Ruas Conde de Sarzedas e Conselheiro Furtado e Avenida Ipiranga, que abrigam as Seções de Direito Privado, Criminal e Público. Ganzerla classifica sua iniciativa de “singela consulta aos colegas, com o intuito de aferir o pensamento da maioria”. “A idealização e realização são de minha exclusiva autoria, o que expressei, por ofício e e-mail, aos desembargadores. Os colegas estão se manifestando. Possível proposta das regras das futuras eleições deverá passar pelo crivo do Órgão Especial.”

Ivan Sartori prega que seja privilegiada a estruturação do Judiciário. “A estruturação, na minha administração, tem sido ingente: parque digital, reformas, concursos, guarda patrimonial, pessoal e muitas outras ações. Em 2014, o TJ iniciará a execução do Fórum São Paulo, construção de diversos prédios e estamos nos programando.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.