Descoberta da Petrobras indica potencial em mundo preocupado com abastecimento, diz WSJ

Segundo jornal, anúncio é 'lembrete do papel dos governos no suprimento de petróleo'.

BBC Brasil, BBC

09 de novembro de 2007 | 08h35

A descoberta de uma gigantesca reserva de gás e petróleo na bacia de Santos, anunciada na quinta-feira pela Petrobras, "indica o potencial das descobertas em águas profundas em um período de preocupações sobre o abastecimento", segundo afirma reportagem publicada nesta sexta-feira pelo diário financeiro americano The Wall Street Journal.A reportagem também comenta que "em um lembrete do papel dos governos no suprimento mundial do petróleo, o governo brasileiro também suspendeu as licitações previstas para arrendar áreas próximas e parecidas".O britânico Financial Times, por sua vez , reproduz texto da agência de notícias Bloomberg que relata que a descoberta do campo de Tupi levou ao maior aumento no valor das ações da Petrobras "em mais de nove anos"."O anúncio provocou uma alta no mercado de ações do Brasil e impulsionou as ações do BG Group e da Galp Energia, parceiros na exploração do campo", informa o texto.O espanhol El País destaca as declarações do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, de que com a descoberta do novo campo o Brasil "pode se converter em um exportador de petróleo à altura da Venezuela ou da Nigéria".A reportagem observa ainda que "a descoberta anunciada ontem poderia ser somente um de vários ricos campos em uma extensão de 800 quilômetros de comprimento por 200 de largura no litoral dos Estados do Rio de Janeiro, Espirito Santo, São Paulo e até Santa Catarina".O jornal argentino La Nación afirma que "apesar de os analistas se entusiasmarem com a descoberta, reconhecem que bombear o petróleo desde o leito do oceano a grandes profundidades é um processo custoso e tecnologicamente complexo".Ainda assim, reconhece o diário, "a Petrobras é líder em perfurações marítimas ultra-profundas".Outra reportagem do jornal La Nación, que comenta os movimentos nas bolsas de valores da Argentina e do Brasil, afirma que "a alegria é só brasileira", contrastando a alta das ações da Petrobras à baixa sofrida pela siderúrgica Tenaris, principal empresa com ações negociadas na bolsa de Buenos Aires.Outro jornal argentino, o Clarín, diz que o anúncio da quarta-feira é "uma novidade que produzirá uma importante mudança para toda a região" e "implica um salto de qualidade que coloca em outra perspectiva o gigantesco país sul-americano".Para o Clarín, a descoberta "mudou o conteúdo dos sonhos brasileiros", que desde os anos 1970 "ambicionava ser autosuficiente em petróleo" e agora "se situa como um futuro grande exportador".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.