Desapropriação poderá assentar 2 mil famílias em MS

Mais uma fazenda de grande porte será transformada em assentamento para sem-terra em Mato Grosso do Sul. É a fazenda Teijin, em Nova Andradina, região leste do Estado, a 250 quilômetros de Campo Grande. O imóvel tem 27 mil hectares e poderá ser dividido entre 2 mil famílias, pelo menos, conforme previsão do Instituto Estadual de Terras e Colonização. Esta é a segunda grande aquisição do gênero em MS, em menos de um ano. A primeira foi a compra da Fazenda Itamaraty, que pertenceu ao empresário Olacir de Moraes, em Ponta Porã, divisa com o Paraguai, com 25 mil hectares, por R$ 27 milhões, conforme contratado assinado entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e o Banco Itaú.Segundo garantiu o governador de MS, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, a Teijin será desapropriada por decreto do presidente Fernando Henrique Cardoso, ainda esta semana. FHC prometeu-lhe a desapropriação durante visita que fez a Estância Caiman, em Miranda, Pantanal, onde lançou o Vitelo Pantaneiro, no sábado passado. O superintendente regional do Incra, Celso Cestari, informou que a Teijin já foi vistoriada e está em processo de desapropriação há pelo menos um mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.