Derrotado, Serra faz discurso no comitê tucano em São Paulo

O candidato derrotado à presidência José Serra (PSDB) discursou na noite deste domingo no comitê tucano.

Andre Mascarenhas,

31 de outubro de 2010 | 22h50

 

Essa é a segunda vez que Serra disputa – e perde – a Presidência para um candidato petista. Com cerca de 45% dos votos válidos, o tucano encerra sua participação nas eleições deste ano após contrariar todos os institutos de pesquisas e levar a disputa para o segundo turno.

 

Correligionários de Serra que acompanharam a apuração dos votos no QG tucano lamentaram a derrota. Apesar de as últimas pesquisas apontarem um cenário desfavorável para o prersidenciável, havia entre membros do partido a expectativa de que o resultado das urnas poderia ser surpreendente.

Veja como foi momento a momento:

 

22h45 – Serra diz que enxergar uma vitória na construção de um “campo político em defesa da democracia, da liberdade e das grandes causas sociais e econômicas”. O tucano agrgadece os jovens e diz que “aos que nos acham derrotados, eu digo que estamos apenas começando uma luta de verdade”. “Vamos dar a nossa contribuição como partidos, como indivíduos, como parlamentares e como governadores”, diz. “Minha mensagem de despedida nesse momento não é um adeus, mas é um até logo. A luta continua, viva o Brasil”, diz Serra, emocionado. O tucano é novamente muito aplaudido e recita os últimos versos do hino brasileiro.

 

22h42 – Serra agradece os milhões de ”militantes que defenderam minha candidatura na internet e nas ruas”. O candidato diz ter recebido muita energia nas ruas, e que agora não sabe onde irá gastalas. “Ao lado desses 43,6 milhões de brasileiros que votaram em mim, nós elegemos 10 governadorres em todo o Brasil”, diz Serra. Ele agradece um em especial, Alckmin, “que se empenhou mais em minha campanha do que na dele”. Novamente,  é muto aplaudido.

 

22h39 – “Nós recebemos com humildade o resultado”, diz Serra, que afirma esperar que “Dilma sirva bem” o País. “Disputei com muito orgulho a Presidência da República. Quis o povo que não fosse agora, mas quero dizer que sou muito grato os 44 milhões de brasileiros que votaram em mim”, diz. Serra é muit aplaudido.

 

22h37 – Com o semblante grave, Serra tem ao seu lado a mulher, Mônica, e o governador eleito, Geraldo Alckmin. Assessores do tucano mexem nos microfones e é criticado pelos cinegrafistas.

 

22h34 - Serra vem acompanhado pelas principais lideranças que apoiaram sua candidatura. O presidente do DEM, Rodrigo Maia, o presidente do PPS, Roberto Freire, e o presidente do PSDB, Sérgio Guerra. Kassab, Andrea Matarazzo, José Henrique Reis Lobo e Índio da Costa também marcam presença.

 

22h32 – “Vamos receber o nosso grande líder José Serra.” É assim, e muito aplaudido, que o candidato derrotado tucano é recebido no comitê tucano.

22h12 - Já se encontram no QG tucano o candidato a vice de Serra, Índio da Costa, o senador eleito por São Paulo, Aloysio Nunes Ferreira, o governador eleito de SP, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.