Deputados receberão R$ 32 mil de verba de gabinete

O presidente da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG), acaba de anunciar que, a partir de 1º de maio, os deputados terão um acréscimo de R$ 12.000,00 mensais em sua verba de gabinete, que, assim, passará a ser de R$ 32.000,00 por mês. "O objetivo, com esse aumento (de R$ 12.000,00) é o de dar independência para o parlamentar exercer o seu mandato", argumentou Aécio Neves. Dos R$ 12.000,00 de aumento, R$ 5.000,00 são destinados, segundo Neves, à contratação de um chefe de gabinete por deputado nos Estados, e os outros R$ 7.000,00 serão utilizados para o pagamento de aluguel, manutenção de escritório e locomoção dos deputados em seus Estados de origem.O presidente da Câmara disse que o aumento representará para a Casa um gasto de mais R$ 70 milhões ao ano, mas o deputado garante que já adotou medidas para a contenção de despesas e que essas medidas vão representar uma economia de R$ 156,8 milhões ao ano no Orçamento Geral da Câmara, que é de R$ 1,5 bilhão por ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.