Deputados propõem inclusão de sindicatos em agências

Representantes de 11 entidades sindicais e Arlindo Chinaglia discutiram o tema nesta quinta-feira

Denise Madueño

16 de agosto de 2007 | 18h39

Os deputados Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) e Roberto Santiago (PV-SP) decidiram apresentar uma emenda ao projeto que regulamenta a atuação das agências reguladoras e está em tramitação na Câmara dos Deputados. A emenda propõe a inclusão de representantes dos trabalhadores nesses órgãos, a exemplo do que ocorre com conselhos, como o do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).   Esse assunto foi tratado em reunião nesta quinta-feira, 16, entre representantes de 11 entidades sindicais e o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP).   Na audiência, os sindicalistas pediram a votação de projetos de interesse dos trabalhadores, incluindo o que reduz de 44 para 40 horas semanais a jornada de trabalho, o que legaliza as centrais sindicais para permitir que elas entrem com ações de inconstitucionalidade na Justiça em nome de trabalhadores e o que regulamenta o trabalho no comércio aos domingos.     Chinaglia afirmou que pretende convocar uma comissão geral para discutir a geração de emprego com trabalhadores, empresários e representantes de outras instituições. "Vamos estabelecer uma nova relação com setores organizados da sociedade para definir uma pauta. Podemos começar com a geração de empregos", disse Chinaglia.

Tudo o que sabemos sobre:
DeputadosAgências reguladoras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.