Deputados pedem fim de operação da PF em Roraima

Em carta a Lula, deputados federais e estaduais e arrozeiros pedem e a judicialização da questão

Agência Brasil

08 de abril de 2008 | 18h52

Deputados federais e estaduais de Roraima e arrozeiros encaminharam ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva carta em que pedem o fim da operação da Polícia Federal na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, para a retirada de não-índios da reserva, e a judicialização da questão. A carta foi protocolada nesta terça-feira, 8, no Palácio do Planalto. Veja também:Galeria de fotos da Raposa Serra do Sol Assista à entrevista de Roldão Arruda, enviado especial à região  ENQUETE: Os produtores rurais devem ser retirados da reserva indígena?  Saiba onde fica a reserva e entenda o conflito na região   O deputado federal Márcio Junqueira (DEM-RR), que foi ao Planalto acompanhado de parlamentares do município de Pacaraima, explicou que a intenção é que o assunto seja resolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). "O fórum para se dirimir questões de direito é o Supremo. Então não há necessidade do gasto de dinheiro público em Roraima com essa operação desnecessária." A terra indígena, cuja área é de 1,7 milhão de hectares, foi homologada em maio de 2005. Desde então, intensificaram-se os conflitos entre índios e plantadores de arroz, chamados de arrozeiros, que resistem em deixar a terra. Para retirar os não-índios do local, a Polícia Federal organizou a Operação Upatakon 3. Segunda-feira, 7, manifestantes que protestam contra a medida bloquearam a BR-174 na altura do município de Pacaraima, que fica nos limites da terra indígena, em frente a um posto da Polícia Federal. O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou segunda-feira, 7, que terra indígena é da União, a quem cabe controlar e fazer e cumprir a determinação. "O que está havendo lá é a chegada do Estado de Direito. O Estado de Direito, às vezes, chega com a força e agora está chegando com a força porque durante três anos o governo federal negociou, recebeu propostas, fez propostas e não houve sensibilidade", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Raposa Serra do SolÍndiosAgricultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.