Deputados impedem votação de PEC para punir trabalho escravo

Deputados integrantes da bancada ruralista impediram hoje a votação da proposta de emenda à Constituição que determina a expropriação das terras onde for identificado trabalho escravo. Os ruralistas apresentaram emenda para que a expropriação das terras seja estendida ao meio urbano, onde for detectado trabalho escravo. "Os donos de prostíbulos ficam escravizando o trabalho das moças", afirmou o deputado Abelardo Lupion (PFL-PR) para justificar a emenda. Os ruralistas querem também que a terra só seja expropriada para fins de reforma agrária, como prevê a proposta, depois que o processo de condenação do dono da terra estiver transitado e julgado. "Foi uma manobra da bancada ruralista com o objetivo de atrasar o debate e fazer com que a proposta retorne para nova análise no Senado", afirmou o relator da emenda, deputado Tarcísio Zimermman (PMDB-RS). A sessão da Comissão especial foi assistida por um grupo de artistas - Letícia Sabatella, Chico Dias e Marcos Winter - que integram a ONG Movimento Humanos Direito. Segundo o relator, a base alidada ao governo vai tentar fazer um acordo com os ruralistas até a próxima quarta-feira para permitir a votação da proposta na comissão especial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.