Deputados ganham mais 1 dia para emendas ao pré-sal

Os deputados ganharam mais um dia para apresentar propostas de alteração ao texto dos projetos que vão fixar as regras para a exploração e produção do petróleo na camada pré-sal. Não houve quórum para realizar a sessão do plenário da Câmara que contaria prazo para a entrega de emendas. No horário limite de abrir a sessão, às 9h30, apenas dez deputados haviam registrado entrada na Câmara, quando o mínimo exigido é 51. Com isso, o prazo de cinco sessões para a apresentação de emendas deverá se encerrar na quinta-feira.

DENISE MADUEÑO, Agencia Estado

04 de setembro de 2009 | 12h52

Até agora, foram entregues 11 emendas aos projetos. O deputado Osório Adriano (DEM-DF) estava no plenário pronto para obstruir a sessão, seguindo a estratégia do partido de evitar a tramitação e a votação dos projetos do pré-sal, como forma de pressionar para por fim ao regime de urgência. No regime de urgência, como tramitam os projetos enviados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cada emenda precisa ter o apoio de 102 deputados ou de líderes que representem bancadas que somem esse número.

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salCongressoemendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.