Ernesto Rodrigues/ ESTADÃO
Ernesto Rodrigues/ ESTADÃO

Deputados evangélicos cancelam reunião com ministro da Educação

Argumento utilizado é referente à mudança de horário do encontro; bancada, entretanto, havia demonstrado receio de comparecer ao encontro, para não ser interpretado como apoio a Vélez

Naira Trindade e Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2019 | 15h03

BRASÍLIA - Deputados da bancada evangélica cancelaram a reunião que teriam no início da tarde desta quarta-feira, 20, com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Segundo um parlamentar, o ministro teria remarcado o encontro para as 16h30, o que iria coincidir com o horário da sessão plenária da Câmara. "Articulamos para não acontecer. A bancada cancelou por choque de horário com Congresso", contou o parlamentar.

Como o Estado informou nesta quarta, esses deputados ameaçavam boicotar o convite do ministro para a reunião que ocorreria nesta quarta no seu gabinete, em Brasília. A ausência foi tratada em conversas em grupo de WhatsApp da Frente Parlamentar Evangélica às quais o Estado teve acesso. A preocupação deles era de que a presença no encontro fosse interpretada como apoio à permanência de Vélez no cargo, e a bancada não quer referendar um nome que não indicou.

A reportagem apurou que, em parceria com a bancada católica, os evangélicos vão promover um encontro para organizar apoio ao senador Izalci Lucas (PSDB-DF), um dos cotados para substituir Vélez. O ministro está na berlinda desde que virou alvo do grupo ligado ao escritor Olavo de Carvalho e se envolveu em polêmicas, como determinar que as escolas gravassem os alunos cantando o Hino Nacional e enviem vídeos ao Ministério da Educação (MEC). Após o Estado revelar o caso, o ministro recuou. Nesta quarta, Vélez terá audiência com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada.

O presidente interino da Frente Parlamentar Evangélica, deputado federal Lincoln Portela (PR-MG), disse que recebeu dos assessores legislativos da pasta Orley Silva e Paulo Roberto Galindo o convite para a reunião com o ministro. O objetivo, segundo ele, era levar a frente para abrir diálogo com Vélez. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.