Deputados do PT propõem mínimo de R$ 295; oposição, R$ 275

Oito deputados do PT da tendência Articulação de Esquerda, apresentaram hoje uma emenda parlamentar à medida provisória do salário mínimo. A emenda prevê o aumento do mínimo para R$ 295. A proposta foi apresentada à Comissão Mista, instalada ontem, para analisar a MP do governo, que fixa o mínimo em R$ 260. Integram o grupo os deputados Adão Preto (RS), Cesar Medeiros (MG), Luciano Zica (SP), Terezinha Fernandes (MA), Luci Choinacki (SC), Ary Vanazzi (rs) e Iriny Lopes (ES) e Vignatti (SC).Já os dois principais partidos da oposição, PSDB e PFL, decidiram apresentar uma emenda conjunta propondo o aumento do salário mínimo para R$ 275. A proposta, segundo o líder do PSDB, Custódio Mattos, deverá ser acatada pelo relator da Medida Provisória do salário mínimo, deputado Rodrigo Maia (PFL-RJ). O PFL e o PSDB decidiram também apresentar outra emenda conjunta criando um abono excepcional, que será pago somente em maio. Esse abono corresponderá à diferença entre o valor do salário mínimo em vigor, de R$ 260, de acordo com a Medida Provisória editada pelo governo, e o futuro valor a ser aprovado no Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.