Deputados dissidentes do PT vão pedir consulta às bases

Os deputados tidos como radicais no PT vão pedir nesta segunda-feira à Executiva Nacional que faça uma consulta para saber o que pensam as bases do partido da reforma tributária e do possível processo de expulsão a que podem ser submetidos.Também vão exibir cartas enviadas a aposentados e artigos assinados por José Dirceu e José Genoino, propondo ampla mobilização popular para conter as reformas de Fernando Henrique Cardoso.Nos textos, as propostas do governo anterior eram consideradas ?maldades? pelos atuais líderes do governo e do partido. ?Aquela era uma proposta mais branda que a de agora?, disse o deputado federal João Fontes (SE).Além de ouvir as ponderações dos deputados Luciana Genro (RS), João Batista de Araújo, o Babá (PA), João Fontes e Lindberg Farias (DF) e da senadora Heloisa Helena (AL), a Executiva saberá que já exciste um calendário de mobilização petista contra a expulsão e as reformas.O primeiro ato foi neste domingo, em Porto Alegre, e contou com a presença de Luciana, Babá e Fontes e de cerca de 500 pessoas, no salão comunitário da Igreja da Pompéia. Os próximos serão nos dias 15, em São Paulo e Rio de Janeiro, e 16, em Sergipe. Nenhum dos parlamentares que se colocaram contra a reforma previdenciária admite sair do partido, mas também nenhum deles fala em recuar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.