Deputados deixam PL por causa da aliança com PT em Belém

O acordo costurado em Brasília entre caciques do PT e do PL para sustentar a candidatura à prefeitura de Belém da senadora petista Ana Júlia Carepa, que agora terá como vice na chapa a advogada Avelina Hesketh, produziu um estrago nos liberais. Os deputados estaduais José Megale Filho, Cipriano Sabino, José Carlos Antunes e Alessandro Novelino anunciaram hoje o desligamento do partido. Os quatro saíram atirando. E sem poupar munição. Primeiro, condenam o fato de o PL ter aberto mão de lançar candidatura própria, como havia sido definido na convenção. Depois, atacam a decisão do diretório nacional do partido em obrigar Avelina a renunciar à própria candidatura para ser vice da senadora do PT. "Foi uma atitude arbitrária, de cima para baixo, contrariando uma decisão já tomada na convenção", afirmaram os deputados. Para eles, no Pará, sobretudo em Belém, o PL e PT têm posturas irreconciliáveis, sobressaindo-se "graves diferenças de natureza ideológica, ética, gerencial e administrativa. Ao aceitar a pressão exercida pelo PT, a cúpula nacional do PL, segundo os deputados rebeldes, ignora a conjuntura regional marcada por "acentuado imobilismo? do governo petista de Edmilson Rodrigues na Prefeitura de Belém, há sete anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.