UESLEI MARCELINO|REUTERS
UESLEI MARCELINO|REUTERS

Deputado ruralista é eleito presidente da CPI da Funai e Incra

Alceu Moreira diz que ninguém atuará contra os interesses de indígenas e quilombolas; comissão quer investigar demarcação de terras indígenas e de remanescentes de quilombos

Victor Martins, O Estado de S. Paulo

11 Novembro 2015 | 18h35

BRASÍLIA - O deputado ruralista Alceu Moreira (PMDB-RS) foi eleito o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar a atuação da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A comissão quer investigar a demarcação de terras indígenas e de remanescentes de quilombos.

Moreira designou o também ruralista Nilson Leitão (PSDB-MT) para a relatoria da CPI. O relator terá o auxílio de dois sub-relatores, que ainda não foram designados, um para os casos envolvendo a Funai e outro o Incra. "Todos serão ouvidos e ninguém na comissão atuará contra os interesses de indígenas e quilombolas, mas na investigação das denúncias de fraude", prometeu Moreira. A próxima reunião da CPI deve ocorrer na terça-feira, 17, às 14h, para eleger os vice-presidentes e apreciar os primeiros requerimentos protocolados pelos parlamentares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.