Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Deputado Ricardo Izar deixa PMDB

O procurador-geral da Câmara, deputado Ricardo Izar (SP), está de malas prontas para deixar o PMDB. Ele alega que perdeu o espaço no partido com a derrota de Michel Temer para Orestes Quércia na convenção que definiu o comando do partido em São Paulo. Izar foi um dos aliados de Temer que mais se expôs na disputa contra Quércia. Agora, ele teme uma perseguição que poderia dificultar sua campanha pela reeleição. Segundo o deputado, Quércia tem comentado com correligionários que fará tudo que puder para prejudicá-lo. Izar avalia que nem mesmo a eleição de Temer para o comando nacional do partido poderá neutralizar a retaliação. O destino do deputado deverá ser o PSDB. Ele diz que tem afinidades com o tucanato paulista, especialmente com o governador Geraldo Alckmin, de quem se considera amigo pessoal. A decisão deverá ser comunicada ainda esta semana, depois que Izar conversar com Temer para expor seus motivos. Esta é a segunda vez que o deputado paulista muda de partido nesta Legislatura. Ele já havia deixado o PPB depois de desentender-se com o presidente nacional do partido, Paulo Maluf. Izar, que já foi secretário municipal de Habitação na gestão de Maluf, queria ser o candidato do partido na disputa pela Prefeitura paulista no ano passado, mas o ex-prefeito não permitiu. O movimento de migração partidária deve ser intensificado nas próximas semanas. Os políticos insatisfeitos com seus partidos ou frustrados com suas perspectivas eleitorais têm até 2 de outubro - um ano antes da eleição de 2002 - para se filiar a outra legenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.