Deputado Reinaldo Nogueira é o novo presidente do PDT de SP

Ele substituirá Paulinho da Força, que deixou cargo após denúncias de envolvimento em fraudes do BNDES

Agência Brasil,

11 de junho de 2008 | 18h12

O deputado Reinaldo Nogueira foi nomeado na tarde desta quarta-feira, 11, presidente do PDT de São Paulo, em substituição ao deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força , que se afastou do cargo para se defender das denúncias de envolvimento em irregularidades na liberação de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  Veja também:Após acusações, Paulinho da Força se licencia do PDT-SP Entenda a operação Santa Tereza Leia a íntegra do relatório da PF Grampo da PF liga Paulinho ao caso BNDES  O anúncio foi feito pelo presidente da legenda deputado Vieira da Cunha (RS). Vieira da Cunha disse que o partido não pressionou o deputado Paulinho para se afastar da direção regional. "Conversamos com ele, e a decisão de se afastar foi dele próprio. Estamos satisfeito com a decisão que ele tomou. É uma atitude que preserva nossa sigla", disse. Segundo o deputado, "é muito ruim para o PDT conviver com essas manchetes de envolvimento de um parlamentar da legenda com denúncias".  O presidente do PDT disse que se houver comprovação do envolvimento do deputado Paulo Pereira com desvio de recursos do BNDES, o partido não compactuará com ele. "O PDT apóia todas as investigações e quer que se esclareça a verdade dos fatos. Comprovada a sua inocência, ele voltará a ocupar a presidência do partido em São Paulo", disse Viera da Cunha. "Qualquer pedetista que se desviar dos princípios éticos deverá deixar o partido, ou então será expulso", afirmou o presidente do PDT.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso BNDESPaulinho da Força

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.