Deputado preso em operação da PF é libertado em PE

O deputado estadual por Pernambuco Claudiano Martins (PMDB), preso na Operação Alcaides, da Polícia Federal, foi libertado na noite de quinta-feira, 16, por força de habeas-corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). A operação, deflagrada pela PF, investiga desvio de recursos públicos em oito municípios pobres de Pernambuco, através de esquema de licitações fraudulentas.Preso no Maranhão, onde se encontrava quando a operação foi deflagrada, o deputado foi transferido para Pernambuco com regalias não concedidas aos outros 15 presos - entre eles três prefeitos, dois deles (os tucanos Otaviano e Nomeriano Martins) irmãos do parlamentar.Ele teve sua imagem preservada por determinação do desembargador Francisco Barros Dias, do Tribunal Regional Federal (TRF 5ª região), recebeu visita de solidariedade do senador Sérgio Guerra (PSDB) e foi alvo de nota oficial do PMDB estadual repudiando a prisão "ilegal" realizada pela PF, numa ação "virulenta".Ao ser liberado, Martins disse que nada tem a ver com as acusações e irá provar sua inocência. Os outros detidos na operação continuam presos. Eles são suspeitos de desvio de mais de R$ 10 milhões oriundos de convênios e repasse de verbas do governo federal nos municípios de Manari (menor IDH do País), Itaíba, Águas Belas, Tupanatinga, Lagos dos Gatos, Agrestina, Cupira e Panelas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.