Deputado pede processo contra Roriz por racismo

O governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PMDB), pode ser processado por racismo no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O deputado distrital Wasny de Roure (PT) entregou ontem no STJ notícia-crime contra Roriz afirmando que o governador cometeu um delito durante um discurso ao chamar um petista de "crioulo".O fato ocorreu no último dia 31, na cidade-satélite de Brazlândia. Roriz apontou para Marinaldo Marcelino do Nascimento, que estava na platéia, e disse: "Ali está um crioulo petista que eu quero que vocês dão (sic) uma salva de vaia nele." Antes, Nascimento teria reclamado da falta de infra-estrutura do local onde mora.A declaração de Roriz foi publicada em vários jornais brasileiros . Segundo o deputado distrital, "o País inteiro chocou-se com o desequilíbrio e a arrogância do governador do Distrito Federal".Wasny de Roure considera que o fato tem de ser investigado rigorosa e rapidamente para que seja, posteriormente, aberta uma ação penal contra o governador. Segundo o STJ, a notícia-crime deverá ser encaminhada em breve ao Ministério Público Federal, que é o órgão responsável por oferecer ou não denúncias contra governadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.