Deputado pede a expulsão de ACM do PFL por jantar com Lula

O deputado Onix Lorenzoni (PFL-RS) apresentou hoje ao presidente nacional do partido, senador Jorge Bornhausen (SC), o pedido de expulsão do senador Antônio Carlos Magalhães (BA) por ter planejado o jantar de segunda-feira com o presidente Lula na casa do ministro da Casa Civil, José Dirceu.Presidente do PFL gaúcho, Onix inclui apenas o nome do senador baiano porque foi ele quem coordenou os demais integrantes do PFL para compareceram ao jantar. "Este encontro só ocorreu porque houve atuação do ACM. Duvido que os demais senadores estivessem lá se não fosse sua articulação", disse o deputado.Ele destacou que o principal adversário do PFL em todo o Brasil é o PT e lamentou o encontro de companheiros de partido com o governo "que traiu os aposentados e os trabalhadores e agora quer construir um pensamento monolítico". "A democracia precisa de situação e oposição e as urnas determinaram que nós pefelistas sejamos oposição", disse.O deputado Eduardo Sciarra (PFL-PR) foi escolhido por Bornhausen para relatar o projeto de expulsão do senador baiano. Estreante em política, Sciarra foi eleito em 2002 para seu primeiro mandato como deputado federal. "É uma missão que vamos desempenhar com independência", disse o relator, que ainda não tem idéia de quando entregará o parecer à Executiva do partido, formada por 31 membros. O julgamento do processo será decidido por maioria simples. Uma vez notificado, ACM terá prazo de oito dias para apresentar a defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.