Deputado Paulo Pimenta cobra que Fachin paute HC de Lula

Defesa do ex-presidente também decidiu focar no relator do caso no STF na tentativa de evitar prisão do petista

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

14 Março 2018 | 21h13

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), cobrou que o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), leve para a discussão no plenário o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Habeas corpus é uma matéria prioritária. Há um gesto que depende do relator", afirmou o deputado.

++ Petistas chegam para encontro com Cármen Lúcia no STF

As declarações foram dadas após encontro com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. Cerca de 20 deputados do PT participaram da reunião. Segundo Pimenta, a presidente do STF reiterou a disposição de não pautar as ações que tratam da execução antecipada de penam, mas disse que como Fachin é o relator do HC de Lula, caberia a ele colocar o pedido "em mesa", como se diz no jargão jurídico, o que obrigaria a análise pelo conjunto de ministros.

++ Defesa de Lula faz novos pedidos a Fachin e pede que reconsidere decisão que negou HC

Pela manhã, a defesa do ex-presidente também já havia focado em Fachin. Após se encontrar com Cármen Lúcia, o advogado de Lula, Sepúlveda Pertence, deu declarações semelhantes, e defendeu a necessidade de o relator colocar em pauta o pedido. Os parlamentares vão pedir uma audiência com Fachin sobre o assunto.

Documento. A mobilização dos petistas acontece para evitar que Lula seja preso nas próximas semana, quando se esgotarem os recursos contra a condenação no caso do tríplex na segunda instância. Durante o encontro com a presidente do STF, o líder do PT entregou um documento a favor de Lula e da revisão da prisão em segunda instância que, segundo ele, foi assinado por líderes de 13 partidos, totalizando o apoio de 306 deputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.