Deputado federal Ronivon Santiago tem mandato cassado

Os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) doAcre decidiram nesta terça-feira que o deputado federal Ronivon Santiago tem de deixar imediatamente a Câmara dos Deputados. Os juízes consideraram procedente uma representação do Ministério Público Eleitoral na qual o parlamentar era acusado de ter oferecido R$ 100 para os eleitores que votassem nele e em seus aliados na eleição de 2002. Após analisar osargumentos dos procuradores, os magistrados condenaram o deputado, quefoi o terceiro mais votado do Estado, à perda do diploma expedido pelaJustiça Eleitoral.Em outubro de 2002, por causa das mesmas suspeitas, a JustiçaEleitoral do Acre chegou a determinar a prisão de Ronivon Santiago. Após ter ficado desaparecido por dias, o deputado federal foi preso quando estava hospedado em um hotel em Brasília. Pouco depois, no entanto, a prisão foi revogada pelo TRE.Na ocasião, eleitores reclamavam que o político não tinha pago odinheiro prometido. Além desse episódio, Ronivon ficou famoso em 1997,quando renunciou ao mandato na Câmara depois da divulgação de gravaçõessegundo as quais o parlamentar teria votado a favor da emenda dareeleição em troca de R$ 200 mil.De acordo com informações do TRE do Acre, Ronivon terá de deixarimediatamente o cargo de deputado já que três desembargadores votaramnesse sentido. Os outros dois juízes que participaram do julgamentoentenderam que o parlamentar poderia continuar na Câmara até que seesgotassem as possibilidades de recorrer da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.