Deputado do RN pode deixar o PSB por justa causa

A Procuradoria-Geral Eleitoral encaminhou parecer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerando que há justa causa para o deputado Rogério Marinho (PSB-RN) deixar a legenda sem perder o cargo. O deputado pediu a declaração de justa causa alegando que, após apresentar sua pré-candidatura à Prefeitura de Natal nas eleições de 2008, entrou em conflito com os líderes locais do partido, que decidiram apoiar a candidata do PT e não lançar candidato à prefeitura. Marinho argumentou, ainda, que a legenda não permitia que ele concorresse à reeleição para deputado.Ainda não há data para o TSE julgar o processo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.