Deputado do PSDB será presidente da CCJ

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara será presidida pelo deputado Inaldo Leitão (PSDB-PB). A decisão de indicar o nome de Leitão foi tomada pelo líder do PSDB, Jutahy Magalhães Júnior (BA), embora não a tenha anunciado oficialmente. Leitão deveria ter sido indicado para presidir a CCJ em 2000, mas cedeu o lugar ao deputado Ronaldo Cézar Coelho (PSDB-RJ), que teve de abrir mão da liderança do governo no Congresso em favor do deputado Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM). As indicações para os cargos nas demais comissões permanentes da Câmara ainda estão indefinidas. Na terça-feira, haverá reunião de líderes para discutir o assunto, mas a expectativa é a de que a escolha dos partidos seja adiada para o dia 13. Isso porque o líder do PFL, Inocêncio Oliveira (PE), pediu mais uma semana de prazo, até que sejam resolvidas as divergências internas na legenda. Além das 16 comissões permanentes que existem atualmente, o presidente da Câmara, Aécio Neves (MG), quer instalar a Comissão Permanente de Legislação Participativa. Durante a campanha dele para a Presidência da Câmara, Neves propôs a criação dessa comissão, que funcionaria nos moldes das de Petições existentes em parlamentos da Europa. O presidente da Câmara pôs na pauta do plenário para a próxima semana o projeto de resolução que cria essa comisssão e também a Ouvidoria da Casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.