Deputado do PP surpreende governistas e governador do CE e vota a favor do impeachment

O voto de Adail Carneiro também contraria orientação dos ex-ministros e ex-governadores do Ceará Cid e Ciro Gomes, ambos do PDT

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulos

17 de abril de 2016 | 20h48

BRASÍLIA - Contrariando o pedido do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), o deputado federal Adail Carneiro (PP-CE) votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff neste domingo, no plenário da Câmara. 

O voto de Carneiro surpreendeu negativa governistas, que contavam com o voto dele para tentar barrar o impeachment, e até a própria oposição, que não contabilizava o voto do parlamentar cearense como favorável ao impedimento da petista. 

Carneiro era assessor especial do governador Camilo Santana e se licenciou do cargo apenas para voltar à Câmara, com a promessa de que votaria contra o impeachment. Pelo Placar do Impeachment do Estadão, Carneiro se declarava indeciso. 

O voto de Adail Carneiro também contraria orientação dos ex-ministros e ex-governadores do Ceará Cid e Ciro Gomes, ambos do PDT. Junto com Santana, os irmãos estavam articulando votos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. 

Outro parlamentar cearense do PP, o deputado Macedo seguiu a orientação dos irmãos Gomes e do governador cearense e votou contra o impeachment. Dessa forma, contrariou seu partido, que fechou questão a favor do impeachment e promete punir dissidentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.