Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Deputado do PMDB quer convocar Tombini para depor na CPI da Petrobrás

Requerimento para presidente do Banco Central falar sobre remessa de dinheiro ao exterior ainda precisa ser apreciado pela comissão

Daniel Carvalho , O Estado de S. Paulo

24 de março de 2015 | 14h29

Brasília - O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) quer convocar o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, para prestar depoimento à CPI da Petrobrás. O requerimento, que ainda precisa ser votado pelos membros da comissão, foi apresentado nesta terça-feira, 24, pelo parlamentar, suplente na CPI.

Para que Tombini seja convocado, é preciso que o requerimento seja aprovado em plenário. O documento não está na pauta de votação prevista para ser apreciada na sessão deliberativa desta tarde.

Na justificativa apresentada, Perondi afirma querer ouvir o presidente do Banco Central para que ele detalhe procedimentos de remessas de recursos para o exterior. O ex-gerente da estatal Pedro Barusco confessou ter mandado US$ 97 milhões para fora do País, montante que agora está sendo repatriado.

"O comparecimento do presidente do Banco Central a esta CPI é importante para detalhar os procedimentos adotados por esta instituição em relação às demais instituições financeiras quanto às remessas de recursos ao exterior, em especial quanto às pessoas físicas e jurídicas citadas no âmbito da Operação Lava Jato", afirma Perondi.

Tudo o que sabemos sobre:
Alexandre TombiniCPI da Petrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.