Deputado do PMDB-MG será relator do caso Paulinho

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara escolheu hoje o deputado Paulo Piau (PMDB-MG) para ser o relator do processo aberto hoje contra o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, presidente da Força Sindical, acusado de envolvimento em esquema de desvio de dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Embora o presidente do Conselho de Ética, Sérgio Moraes (PTB-RS), tenha anunciado a escolha recomendando que o relator não se sinta pressionado e use o tempo que julgar necessário para apresentar o parecer, Piau afastou a possibilidade de demorar mais que os 90 dias regulamentares (prorrogáveis por mais 90)."Procurarei ser o mais célere possível e vou me dedicar inteiramente a esse assunto", declarou. Hoje, o relator reúne-se com assessores para traçar um cronograma de trabalho. Piau antecipou que um dos primeiros passos será uma visita à Procuradoria-Geral da República para se inteirar oficialmente da denúncia contra Paulinho. Piau disse que a tomada dos depoimentos de testemunhas no Conselho de Ética deve começar na terça-feira, a partir de uma lista que vai elaborar mediante consulta aos demais deputados do colegiado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.