Deputado do PMDB diz ter errado o botão ao votar contra o Ficha Limpa

Dos 389 deputados presentes, 388 foram favoráveis à proposta, com exceção de Marcelo Melo

Carol Pires, de O Estado de S.Paulo

05 Maio 2010 | 17h08

BRASÍLIA - O deputado Marcelo Melo (PMDB-GO), único parlamentar que votou, na noite desta terça-feira, 6, contra o projeto do Ficha Limpa, pediu, nesta quarta, que o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), corrija o voto dele. Melo afirmou que sua intenção era votar favorável ao projeto, mas errou os botões no momento da votação. Dos 389 deputados presentes ontem, 388 foram favorável à proposta, com exceção de Marcelo Melo. "Nós lutamos desde o início pela aprovação deste projeto, que fique bem claro para o Brasil. Infelizmente ocorreu essa falha".

 

Mais de 1,6 milhão de assinaturas foram coletadas em todo o País pela aprovação do projeto, que barra a candidatura de políticos condenados pela Justiça. O texto-base do projeto foi aprovado ontem, mas doze destaques ainda precisam ser analisados para a votação ser concluída. Os destaques podem alterar o projeto e até mesmo rejeitá-lo.

Mais conteúdo sobre:
Ficha Limpa Marcelo Melo PSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.