Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Deputado da Rede vai à PGR contra liberação de emendas em período de análise de 2ª denúncia

De acordo com levantamento do deputado sobre o empenho de emendas, houve um aumento de 61% em setembro, em relação ao mês anteriores; a média diária teve um aumento de 126%

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 18h35

BRASÍLIA - O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) anunciou na tarde desta terça-feira, 26, que vai protocolar um aditivo à representação já encaminhada à Procuradoria Geral da República (PGR) contra a liberação de emendas parlamentares pelo governo para enterrar a tramitação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. O pedido do parlamentar será apreciado pela nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

De acordo com levantamento do deputado sobre o empenho de emendas, em 14 de setembro foram empenhados R$ 65.886.562. Até 22 de setembro, o governo empenhou R$ 191.217.041, um aumento de 61% em consideração ao total do mês anterior, aponta o parlamentar. Analisando a média diária, destaca o deputado, o aumento foi de 126%, subindo de R$ 3.840.718 em agosto para R$ 8.691.684 em setembro.

A representação original questionando a liberação de emendas foi protocolada em julho. O deputado já havia feito um aditamento e este será o segundo acréscimo ao pedido de abertura de investigação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.