Deputado critica pedido de impeachment de Carepa

O líder do governo de Ana Júlia Carepa (PT) na Assembleia Legislativa paraense, deputado Carlos Martins (PT), minimizou o pedido de impeachment que está sendo preparado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Ele acusou a entidade e a senadora Kátia Abreu (DEM-TO) de favorecerem o clima de conflito na região, num plano para ?criminalizar os movimentos sociais?. ?Isso tudo é um desrespeito ao governo do Pará, um insulto a todos nós e uma falta de seriedade da parte da senadora?, afirmou o deputado.

AE, Agencia Estado

23 de abril de 2009 | 08h42

Dizendo não haver motivos para preocupação no governo, ele afirmou que a administração de Ana Júlia tem dado prioridade às ações de reintegração de posse. ?O governo está fazendo sua parte. Até agora, já foram executadas 70 reintegrações de posse?, completou o parlamentar. O governo do Pará informou, por meio de sua assessoria, que vai analisar procedimentos a serem tomados diante da ação.

A CNA, presidida por Kátia Abreu, vai protocolar na próxima semana um pedido de impeachment contra a governadora do Pará por descumprir decisões judiciais que ordenam a retirada de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fazendas no Estado. No sábado à tarde, um confronto armado entre militantes do MST e seguranças de uma fazenda, em Xinguara, no sul do Estado, deixou oito feridos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.