Deputado condena veto na LDO de controle sobre ONGs

O deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB-SP) condenou o veto feito pelo presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao dispositivo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que obrigava o Governo Federal a fazer licitação para a contratação de ONGs interessadas em receber recursos públicos. Segundo nota publicada nesta quinta-feira no site do PSDB, "a intenção era criar mecanismos para conter fraudes e outros meios de desvios de dinheiro do Erário por ONGs que, como o próprio governo reconhece, estão fora de controle".A regra, aprovada pelo Congresso em dezembro, foi sugerida pela CPI dos Sanguessugas. Na avaliação do tucano, o veto presidencial representa um desrespeito com as decisões do Congresso Nacional. "A licitação era um dispositivo legal que visava a moralização do dinheiro destinado às ONGs. Com essa atitude, Lula demonstra pouco caso com o Parlamento e sinaliza que o segundo mandato será uma cópia do primeiro", afirmou Pannunzio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.