Deputado chama de 'burro' relator da denúncia contra Temer na CCJ

Deputado chama de 'burro' relator da denúncia contra Temer na CCJ

Presidente do colegiado, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), chegou a suspender o som do microfone de Wladimir Costa (SD-PA) para pedir decoro

Julia Lindner e Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2017 | 14h50

BRASÍLIA - O primeiro dia de análise da denúncia contra o presidente Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara já começou com o clima pesado. Um dos primeiros deputados a falar nesta quarta-feira, 11, o deputado Wladimir Costa (SD-PA) fez um pronunciamento de ataques a outros deputados e ao relator da denúncia, Sergio Zveiter (SD-PA) - a quem chamou de "burro". 

AO VIVO Acompanhe a sessão da CCJ

Diante das ofensas, o presidente do colegiado, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), chegou a suspender o som do microfone de Costa por alguns minutos e pediu que ele respeitasse os outros parlamentares. Costa chamou Zveiter "burro" e "incompetente" e classificou o parecer dele como "sofrido".

A fala também gerou um princípio de confusão na sessão entre outros deputados, que também foram criticados nominalmente por Costa. "Lavem a boca para falar mal do presidente Michel Temer", bradou Costa. Ao longo de sua fala, o parlamentar saiu em defesa do presidente e afirmou que a denúncia contra ele não apresenta "provas mínimas". 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.