Deputado baiano anuncia saída do PT

Suspenso por 12 meses no dia 17 pela Comissão de Ética do PT, o deputado federal Luiz Bassuma (BA) entregou ontem sua carta de desfiliação do partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador baiano Jaques Wagner. Bassuma anunciou que vai integrar os quadros do PV.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 15h19

Espírita e presidente da frente parlamentar pela vida e contra o aborto, Bassuma foi punido por sua posição pública contrária à descriminalização do aborto - que é apoiada oficialmente pelo partido desde o 3º Congresso da legenda, em 2007.

O deputado, antigo coordenador do Sindicatos dos Petroleiros da Bahia e filiado ao PT desde 1995, chegou a anunciar que recorreria da decisão do partido no Supremo Tribunal Federal (STF), mas preferiu a desfiliação.

O deputado alega que escolheu o PV por o partido ter inserido, em seu estatuto, um artigo assegurando "liberdade de expressão" em "questões de consciência". "A campanha contra o aborto é a causa da minha vida", argumenta.

Tudo o que sabemos sobre:
PTBahiaLuiz BassumaPV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.