Deputado ameaça deixar PFL

Diante da decisão tomada pela Executiva Nacional do PFL, contra a CPI da Corrupção, o deputado Afonso Camargo (PFL-PR) ameaçou deixar o partido. Na reunião da Executiva, Camargo alegou que o PFL estava cometendo um erro ao formalizar, por meio de uma carta, a recomendação para que nenhum de seus partidários apoie a CPI. "Fiquei aborrecido, contrariado e acho que o partido cometeu um erro. O PFL está sendo mais governista que o governo", criticou.Para Camargo o PFL vai se desgastar politicamente com esse gesto. "Não creio que a moralidade prejudica a governabilidade", disse Afonso Camargo, reafirmando sua determinação de não retirar sua assinatura do requerimento de instalação da CPI, apesar da recomendação feita hoje pela cúpula do PFL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.