Deputado adia votação para evitar rejeição de relatório de Vadão Gomes

O deputado Nelson Trad (PMDB-MS) pediu vista do processo que pede a cassação do deputado Vadão Gomes (PP-SP) para evitar que o parecer do deputado Moroni Torgan (PFL-CE) fosse rejeitado pelo Conselho de Ética da Câmara. O pefelista recomendou a perda do mandato de Vadão Gomes.O deputado é acusado de ter recebido R$ 3,7 milhões do valerioduto, mas nega a acusação. Na sessão, estão presentes apenas dez titulares do Conselho, além do presidente deputado Ricardo Izar. Ele é formado por 15 titulares e 15 suplentes.Trad considerou como certa a derrubada do relatório. "Não posso admitir a mesma estratégia do plenário. Este quórum esquálido não deve beneficiar os espertos", afirmou Nelson Trad. A votação do relatório deve ficar para a próxima semana pois é preciso transcorrer o período de duas sessões ordinárias da Câmara para que seja colocado novamente em votação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.