Deputada encaminhará pedido à PGR para afastar Cunha da presidência da Câmara

Alegação da parlamentar é de que peemedebista vem usando o cargo para obstruir o encaminhamento no colegiado do processo por quebra de decoro parlamentar

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2015 | 19h09

BRASÍLIA - Membro suplente no Conselho de Ética, a deputada Eliziane Gama (Rede-MA) informou nesta quinta-feira, 19, que vai protocolar uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo o afastamento do peemedebista Eduardo Cunha (RJ) do comando da Câmara dos Deputados.

A alegação da parlamentar é de que Cunha vem usando o cargo para obstruir o encaminhamento no colegiado do processo por quebra de decoro parlamentar. "O presidente Cunha tem feito manobras, no exercício do cargo, para dificultar a tramitação do processo por quebra de decoro. Exemplo claro disto foi a decisão de cancelar a sessão do Conselho de Ética. Além disto, tem usado diversos recursos de que dispõe na Mesa Diretora para sua defesa pessoal. Vamos pedir ao STF, por meio do procurador Janot, para que se posicione a este respeito", diz a nota da deputada.

Há quase um mês, o vice-líder do governo e adversário de Cunha, Silvio Costa (PSC-PE), também recorreu à PGR para forçar a saída do peemedebista da presidência da Casa. Na ocasião, Costa usou o mesmo argumento de Eliziane: uso indevido da função para retardar o pedido de investigação do PSOL e da Rede Sustentabilidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.